Skip navigation

A prefeitura de São Paulo quer limpar o Minhocão e apagar as obras efemeras. Devemos protestar? Fazer petição?

Antes de responder, observamos que a decisão da prefeitura da todo um senso ao nosso projeto. Era uma galeria, um espelho do atual, ele se tornara de fato um museu, um lugar de memorias. E não tem  outra solução. A gente nem imagina que se possa tirar as obras dos muros, o que é possivel com as portas de ferro ou os painéis de obras.

Ao que tudo indica, a prefeitura quer recobrir os pilares do Elevado com tinta lavavel. Imaginamos que os funcionarios passarão cada semana para lavar o trabalho dos dias que precederam.

E finalmente a idéia é sedutora!

Os grafiteiros são pessoas polidas e respeitosas. Ainda não vimos uma obra cobrindo a obra de seu colega, eles se contentam somente em adicionar, e mais que adicionar, de completar.

A arte de rua é uma arte coletiva, duos e trios, bandos fazem a obra como os musicos de jazz fazem a musica. Eles fazem se responder as formas em uma improvisação lenta.

Note-se  bem que a street art se distingue da pintura das galerias por esse  relativo afastamento do artista que se mistura com facilidade no coletivo, voltando a ser o espirito de arte de “Quattrocento”.

A prefeitura oferece assim a possiblidade de renovar os muros, e ela não destruira de maneira radical, uma vez apagando, ela dara a possibilidade de refazer.

Então, daremos nossa posição. Se a prefeitura tem o sentido da cidade, se os politicos tem um pouco de sensibilidade, e fazem sua parte de agir pelo bem comum, nos recomendamos não somente de bem escolher a tinta, que ela seja perfeitamente lavavel, mas sobretudo, antes de tudo, que  acompanhe essa decisão de duas ou tres regras simples:

– Dar o direito e a liberdade aos artistas de pintar sem medidas sobre um arricio perfeito (o grafite é um filho dessa arte italiana dos afrescos)

– Anunciar com antecedencia o momento da limpeza, e dar um ritmo razoavel, deixando um tempo para as obras de serem observadas largamente. Uma vez por ano não seria nada mal, uma maneira de dar nova vida a cada ano.

– Dar subsidios para que esse Museu, ou outros, possam conservar a memoria das obras  para a  imagem do homem, menos efemeras que mortais, não pela duração em corpo, mas pelo trabalho da memoria.

Se existe uma petição a ser assinada, seria esta aqui. Sem contestar a decisão da prefeitura,  pediremos que ela inclua essas tres regras, e, obviamente que comece com a limpeza geral iniciando pelo lixo mais pesado, a eliminação da cracolandia, que vem se espalhando pelo Minhocão, subsidios aos mendigos etc, etc.

Anúncios

One Comment

  1. Essas três regras me parecem indispensáveis quando se pensa em fazer cidade com alegria, responsabilidade e cidadania. A cidade realmente como grande obra coletiva. Parabéns pelo belo trabalho!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: