Pular navegação

Tag Archives: Cidade

Primeiro foram as interdições da propaganda, depois a lavagem dos pilares do minhocao, radical e friamente.

Hoje vejo o minhocão apagado, triste.

Ainda não entendi o processo dessa limpeza. Somente apagar? Pois, pelo que entendo, a limpeza do lixo é uma obrigatoriedade e não precisa ser anunciada.

Ha dias observo que homens da Operação cata lixo, acompanhados da Guarda civil, fazem a limpeza, lavam, tiram todo o lixo amontoado e  inclusive todos os objetos dos  habitantes que no minhocão vivem.

Eu vi, arrancam trapos e papelões que servem de cobertores e cama, com pessoas ainda dormindo e lavam o chão. De doer a alma.

Eu e varios passantes olhamos, estagnados, ok limpar, ok, lavar. Mas de que adianta essa limpeza ?

E as pessoas ? E os habitantes dessa larga cobertura que serve de abrigo ? Ninguém faz nada ?

Ninguém entende nada…Apoio de recuperação destes paulistanos, seria para mim a principal e a primeira das tarefas de « limpeza ».

Dizem que existem os abrigos, mas, em quais condições ? Me pergunto porque estas pessoas não aceitam tais abrigos. Essas pessoas precisam muito além do que um abrigo pra dormir.

Acredito que ainda se possa recuperar.

Não estamos em guerra, ainda, somos um povo de sorte e de paz, enquanto pelo mundo afora homens exercem seus podres poderes em grande escala, em nossa cidade, a desigualdade humana avança em pequenos atos.

A revitalização do centro da cidade deveria começar pelas pessoas. Tratando o humano, reeducando, criando oportunidades dignas de recuperação.

Da mesma maneira que fizeram com a arte, fazem pior ainda, com as pessoas.

Estamos falando de arte, estamos falando de gente como a gente.

O Museu do Minhocão, depois da lavagem do grafite, abriu seu leque de opções para as outras coisas boas que abrigam, entornam e dão vida a essa serpente concreta de São Paulo.

Pois então, é fevereiro, tem carnaval, tem o fusca e o violão…

E quem disse que aqui não tem carnaval?

Vem que tem sim e Agora Vai!

O bloco « Agora Vai » foi criado por atores que depois de descobrirem  que o carnaval paulistano foi fundado em 1914, aqui na Barra Funda, resolveram então, usar suas fantasias e sair para as ruas.

O bloco cresce a cada ano e tem como passarela o velho, malvado e elevado, Minhocão!

Participe também, seguem os dados:

Ensaios: sextas, das 20 h às 23 h.

Endereço: Rua Marta, num boteco ao lado da padaria que fica na esquina com a Rua Tagipuru. Cortejo/saída do bloco: terça de carnaval. A concentração começa às 17 h, no mesmo lugar dos ensaios.

Encontros, ensaios, infos: http://blocoagoravai.zip.net/arch2010-03-07_2010-03-13.html

Photo: yahoo noticias

O mundo arabe esta em revolução, a Tunisia triunfou, o Egito botou pra fora, é a Algéria que esta no caminho. Uma Algéria que conheceu o preço do sangue com seus cem mil mortos na guerra islamica, terrorista.Uma outra Algéria se levanta, vamos ver se ela vai conseguir. E ela vai conseguir.

O povo algeriano é como o povo do Brasil, ele grafita, pixa e joga futebol, ele canta, ele faz rap e celebra seu pais. A Algéria ama sua familia.

Enão saudemos nossos amigos e Lofti Double Kanon.

Viva o povo Algeriano!

Le monde arabe est en révolution, la tunisie a triomphé, l’egypte a renversé son gouvernement, c’est l’algérie qui est en route. Une algérie qui a connu le prix du sang avec les cent milles morts de la guerre islamiste, de la guerre terroriste. Une autre algérie se lève, on verra si elle réussit. Elle est comme le brésil : elle tague et elle joue au foot, elle chante, elle rappe et célèbre son pays. Elle aime sa famille. Alors saluons nos amis et Lotfi double Kanon. Vive l’algérie.